segunda-feira, 30 de junho de 2008

Mais pedido do L.E - Junho: O Pescoço de Audrey Hepburn


O Pescoço de Audrey Hepburn
de Alan Brown.Editora Mandarim, 1997, São Paulo
224 páginas -
Tudo começou quando a mãe de Toshi o levou para assistir ao filme A princesa e o plebeu no dia em que completava nove anos... Sentado na sala fria do cinema, Toshi se entregou à magia sedutora do que via na tela. " Oh, o pescoço dela... Não é encantador?" Toshi mal ouvia as exclamações da mãe. Ele já estava distante vivendo um infinito caso de amor com Audrey e a cultura que ela personificava com tanta elegância. Para Toshi agora com vinte e três anos, Tóquio é um lugar excitante. A metrópole agitada o intimida e a influência norte americana está em toda parte. Conhece Jane, sua professora, uma mulher charmosa, que o atrai para um relacionamento íntimo obsessivo que o perturba e o intriga. Mas só depois de um incidente assustador ocorrido sob uma cerejeira no cemitério Ayoma é que ele se convence de que há algo de errado com ela...Há também Paul, que se torna seu melhor amigo. Freqüentam bares gays e Toshi revela-se um bom ouvinte para as queixas de Paul, abandonado por outro namorado japonês. Toshi fala de Lucy, uma compositora encantadora dona de um belo pescoço... Ao que parece ela gosta de Toshi, mas talvez ele esteja outra vez interpretando mal os norte-americanos.O pescoço de Audrey Hepburn é uma história profundamente sensível, brilhante em seus detalhes, que apresenta um exame sério da natureza do desejo e do que significa ser estrangeiro...
(livro esgotado nas lojas, pode ser encontrado nos sebos)

10 mais vendidos - categoria infanto-juvenil:

Infanto-Juvenis 23/06/2008 a 29/06/2006
1.º
PALACIO ENCANTADO DAS FADAS DAMAS DE HONRA, O BATESON, MAGGIEA Princesa Cristal e o Príncipe Félix vão se casar, e Pétala, Rosa e Papoula serão as damas de honra! As princesas fadinhas adoram seus lindos vestidos, tiaras douradas e jóias. Junte-se a elas enquanto jogam confetes, pegam o buquê e valsam a noite toda com os convidados.
R$47,92

2.º
MARAVILHOSO LIVRO DAS MENINAS, O DAVIDSON, ROSEMARYUma jornada aos tempos em que as garotas não tinham pressa de crescer. Assim pode ser definido 'O maravilhoso livro das meninas', um almanaque em espírito 'retrô' todo recheado de típicas 'coisas de menina' - dicas para customizar roupas, projetos de artesanato, truques de culinária básica, jogos e brincadeiras, lições de maquiagem, regras de etiqueta. A obra transporta garotas de todas as idades para a inocência da época das 'prendas domésticas'. Para um período em que todo um legado de saberes ...
R$39,92
3.º
PEQUENO PRINCIPE, O SAINT-EXUPERY, ANTOINE DE - Por meio de uma narrativa poética, o livro apresenta uma visão de mundo e mergulha no próprio inconsciente, reencontrando a criança de cada um de nós.
R$28,71
4.º
BACKYARDIGANS - DEFENSORES DO FORTE LUKAS, CATHERINE-Pablo e Tyrone têm uma missão - defender a maior bola de neve do mundo. Será que as patrulheiras vão atrapalhar tudo?
R$15,68
5.º
CAÇADAS DE PEDRINHO LOBATO, MONTEIRO-Nessa história, Pedrinho e uma expedição formada por Narizinho, Emília, Rabicó e Visconde de Sabugosa vão à caça de uma onça-pintada escondida na mata de taquaraçus perto do Sítio do Picapau Amarelo. Com muita valentia e um pouco de medo, essa turma arma a maior confusão entre os animais silvestres e se aventura numa caçada arriscada, divertida e cheia de surpresas.
R$11,92
6.º
DIARIO DA PRINCESA, O, V.9 - PRINCESA MIA CABOT, MEG-Mia precisa discursar em um baile de gala da Domina Rei, uma sociedade de elite, cheia de poderosas mulheres de negócios. O que ela teria a dizer? Agora que Michael terminou com ela de vez, Mia não consegue sair da cama, sua melhor amiga a odeia e todas as suas roupas estão ficando apertadas. Como uma princesa poderia resolver tantos problemas?
R$28,00
7.º
PROIBIDO PARA MAIORES TADEU, PAULOU- Uma seleção das melhores piadas para crianças. Um livro para ler em qualquer lugar e que vai fazer a turminha dar um monte de risadas.
R$14,40

8.º
BACKYARDIGANS - O TESOURO DO PIRATA SPELVIN, JUSTIN-Os Backyardigans são piratas muito malvados e querem encontrar o tesouro da ilha. Qual deles vai chegar primeiro?
R$15,68

QUERIDO DIARIO OTARIO, V.1 BENTON, JIMN- Este primeiro livro da série 'Querido Diário Otário', Jamie Kelly consegue, por meio de estratégias mirabolantes, ler a ficha disciplinar da sua maior inimiga, a linda e loira Angelina. Mas a ficha acaba sumindo! Quem será o culpado? Fedido, o beagle vingativo, ou o priminho Dudu?R$19,84
10.º
CHARLIE E LOLA - EU NAO QUERO DORMIR AGORA CHILD, LAUREN-Charlie tem uma irmãzinha, a Lola. Às vezes, ele tem que pôr ela para dormir. Mas como é difícil! Lola adora ficar acordada até tarde, colorindo, rabiscando, colando, balançando, pulando e, mais que tudo, tagarelando. Quando Charlie diz - 'Lola, a Mamãe falou que é hora de ir para a cama', ela responde - 'Não! Eu não estou com sono e não vou para a cama'
R$20,90
(Fonte: Livraria Cultura)


Integrando novatos - Entradeira

Em maio o L.E Entradeira, nome dado em oposição ao Saideira 2007, já encerrado, integrou 7 novatos.
Os livros oferecidos e votados entre os integrantes são:

O Jardim dos Finzi Contini - Giorgio Bassini
Está com Dadá, em Minas Gerais e vai ser devolvido a Regina em Recife-PE
A Lenda dos Cem - Gilvan Lemos
Está com Alexsandro em Igarassu-PE e vai para Marcelo Cercato em Caxias do Sul - RS
A Profecia Celestina - James Redfield
Foi lido por Celina de Diadema -SP
Esta com Dadá em Bom Despacho-MG e vai em seguida para
Alexsandro em Igarassu-PE que devolve a Dalva Niterói-RJ
A Sombra de Vossas Asas - Fernanda Young
Está com João em São Luis-MA e vai em seguida para
Dadá em Bom Despacho -MG; Alexsandro de Igarassu-PE;Suzie de Porto Alegre-RS que devolve para Dalva em Niterói-RJ
Uma Só Vez na Vida - Daniele Steel
Está com João em São Luis-MA e vai ser devolvido a Dalva em Niterói RJ
Ensaio Sobre a Cegueira - José Saramago
Está com Suzie em Porto Alegre - RS e em seguida vai para
João em São Luis-MA;Regina em Recife-PE;Alexsandro em Igarassu-PE que devolve para Celina em Diadema-SP
A Festa de Babete - Isaak Dineson
Está com: Dadá em MG e vai ser devolvido a Suzie em Porto Alegre-RS
Princesa - Joan P Sasson -
Foi lido por:Alexsandro de Igarassu-PE;
Está com: Dalva em Niterói-RJ e vai em seguida para
Celina em Diadema - SP que devolve para Dadá em Bom Despacho -MG
A Mulher no Escuro - Cláudia Vasconcelos
Está com: Dadá em Bom Despacho-MG e vai ser devolvido Alexsandro em Igarassu-PE
Pantaleão e As Visitadoras - Mario Vargas Llosa
Está com Celina em Diadema - SP e vai ser devolvido a Regina em Recife-PE
Encerrado:O Velho e o Mar - Ernest Hemingway,
Gentilmente cedido por João de São Luis-MA, foi lido por Dadá de Bom Despacho-MG

domingo, 29 de junho de 2008

100 anos de nascimento de João Guimarães Rosa

De Guimarães Rosa, sobre como ele próprio escreve:
"Quando escrevo, repito o que já vivi antes. E para estas duas vidas, um léxico só não é suficiente. Em outras palavras, gostaria de ser um crocodilo vivendo no rio São Francisco. Gostaria de ser um crocodilo porque amo os grandes rios, pois são profundos como a alma de um homem. Na superfície são muito vivazes e claros, mas nas profundezas são tranqüilos e escuros como o sofrimento dos homens."

De Carlos Drummond de Andrade para Guimarães Rosa:


Um chamado João"
"João era fabulista?

fabuloso?
fábula?
Sertão místico disparando
no exílio da linguagem comum?
Projetava na gravatinha
a quinta face das coisas,
inenarrável narrada?
Um estranho chamado João
para disfarçar, para farçar
o que não ousamos compreender?
Tinha pastos, buritis plantados
no apartamento?
no peito?
Vegetal ele era ou passarinho
sob a robusta ossatura com pinta
de boi risonho?
Era um teatro
e todos os artistas
no mesmo papel,
ciranda multívoca?
João era tudo?
tudo escondido, florindo
como flor é flor, mesmo não semeada?
Mapa com acidentes
deslizando para fora, falando?
Guardava rios no bolso,
cada qual com a cor de suas águas?
sem misturar, sem conflitar?
E de cada gota redigia nome,
curva, fim,
e no destinado geral
seu fado era saber
para contar sem desnudar
o que não deve ser desnudado
e por isso se veste de véus novos?

Mágico sem apetrechos,
civilmente mágico, apelador
e precipites prodígios acudindo
a chamado geral?
Embaixador do reino
que há por trás dos reinos,
dos poderes, das
supostas fórmulas
de abracadabra, sésamo?
Reino cercado
não de muros, chaves, códigos,
mas o reino-reino?
Por que João sorria
se lhe perguntavam
que mistério é esse?

E propondo desenhos figurava
menos a resposta que
outra questão ao perguntante?
Tinha parte com... (não sei
o nome) ou ele mesmo era
a parte de gente
servindo de ponte
entre o sub e o sobre
que se arcabuzeiam
de antes do princípio,
que se entrelaçam
para melhor guerra,
para maior festa?

Ficamos sem saber o que era João
e se João existiu
de se pegar."(Carlos Drummond de Andrade - 22/11/1967 - Versiprosa)
(Imagem: biblioteca ETS

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Eu Encontrei Um Livro Errante

Sandro, encontrou um livro errante e comunicou:
Encontrei Memória de Minhas Putas Tristes, Gabriel Garcia Marquez, No dia 18 de abril, na escada rolante do shopping recife, em Recife, às 23:00 horas. Assim que acabar de lê-lo providencio local público e anônimo. Sds,Sandro

Por email, ele disse:


Vc tinha ouvido falar desse movimento Livro errante? se sim, onde?
Não. Mas minha esposa tinha ouvido naquele mesmo dia, foi ela que viu primeiro.
Quando encontrou o livro de que supôs tratar-se? alguém perdeu? jogou fora?
Inicialmente perdeu, como o lembrete do LE estava na ultima capa, somente depois de vasculhar para encontrar algum nome, é que vimos.
O que encontrou dentro do livro, além do aviso para deixar em lugar público"?
Somente isto.
Pensa em fazer a mesma coisa com algum ou alguns livros seus?
Gostei do formato, já fiz isto em aviões.
Já conhecia o autor?
Sim, já tinha lido Cem Anos de Solidão e Olhos de Cão Azul
Costuma ler?
Sim
Conhecia a comunidade Livro errante na internet?
Não
Sua mulher também leu?
Não. Estávamos com outras leituras, e não faz o gênero dela. Eu costumo ler o que me cai nas mãos, neste caso, literalmente.E aí eu pergunto, em um ano quanto ele rodou?
Permite que essa "entrevista" seja posta em nosso blog?
Sim,sds Sandro

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Livro Perdido e Livro Achado


A MORTE e A MORTE DE QUINCAS BERRO D'ÁGUA de Jorge Amado, foi deixado no Restaurante Kilograma da Av. N. Sra. de Copacabana, Posto 5.





MEMÓRIA DE MINHAS PUTAS TRISTE - Gabriel García Márquez, encontrado numa escada rolante do Shopping Center Recife em Boa Viagem.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Brincadeira de Criança - Marcelo Cercato Gomes


- Esse ali é o meu!
E o dedinho apontou, faceiro, o Honda Civic parado na sinaleira. O outro nem bem acompanhou o movimento e já seus olhos brilharam em outra direção.
- E o meu é aquele ali, ó.
E atravessou o braço na direção de uma BMW prata logo atrás do Civic.
O primeiro, que era um pouquinho menor, não se intimidou. Pulou no assento e apontou direto para um Audi A4, todo preto, que vinha na transversal.
- Aquele é meu!
- E aquele é meu! Disse o maior, enquanto apontava a Toyota Hylux que passava rente à janela, logo abaixo deles.
- E aquele é meu! Exultou o menor, apontando uma Mercedes conversível mais adiante.
As mães, no banco de trás, volta e meia largavam o fio da conversa para chamar, sem muito entusiasmo, os dois à ordem.
- Te acomoda, guri.
- Senta direito.
- Te segura, olha a curva.
Mas eles, os olhinhos cada vez mais brilhantes, a disputa cada vez mais acirrada, nem davam ouvidos. A menor distração poderia ser fatal.
Seguiram naquele jogo por um bom tempo ainda, pulando e gritando sem se importar com os solavancos do ônibus lotado, protegidos do sonho por aquela armadura ruidosa e fria de realidade. Então, com um movimento brusco para a direita, o ônibus tomou um caminho menos movimentado, em direção ao bairro, e a brincadeira arrefeceu.
- O meu é aquele ali!
Despertou o maior, num rompante.
E apontou um Celta vermelho que vinha, solitário, na direção oposta.
- Ah, agora não tem mais graça.
Respondeu o outro e encolheu-se no fundo do banco, os olhos perdidos na ruela irregular que cortava o bairro de casebres miseráveis, até chegarem ao fim da linha.

Junho 2008 /cedido pelo autor para o blog

Letrinhas Paraibanas


     4ª série de Escola Municipal Flávio Ribeiro Coutinho, zona rural da cidade de Umbuzeiro na Paraíba.
     O grupo Livro Errante, comprometido com a formação de novos leitores e, certo de que o melhor momento para formá-los é a infância, está fazendo doação mensal de livros para a formação da biblioteca da escola.
Até março de 2008, integrantes do L.E dos vários estados 
do Brasil, têm o prazer de contribuir com as professoras da escola do Sítio Agudo.
     As crianças desenvolvem a leitura, o vocabulário e o senso de curiosidade tão necessários ao aprendizado como um todo.




Os alunos:Manoel Pereira;Fernanda Gabrielli;Leymeson;Patrícia;Jucicleide;Aline;Ruan Pablo;Gabriela;Luciana e Fabrício. Todos receberam respostas e quatro deles estão selecionados para contar suas histórias.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Um País de Não-Leitores



Em 2002, um quarto da população brasileira com mais de 10 anos de idade tinha menos de quatro anos de estudos completos: 32 milhões de analfabetos funcionais. Estatisticamente, o brasileiro não estuda, e quem não estuda não lê.
Lucas Murtinho
(02/02/2008)
     Em 1952, a editora americana Doubleday criou o selo Anchor Books, dedicado a lançar obras de ficção literária em formato de bolso. Na autobiografia Book business: publishing past present and future [1], Jason Epstein, editor da Doubleday e responsável pelo lançamento do selo, explica o raciocínio por trás da iniciativa: depois da Segunda Guerra, a porcentagem de americanos com estudo superior aumentou sensivelmente graças à G. I. Bill, uma lei de financiamento dos estudos de veteranos de guerra; muitos desses novos estudantes não teriam dinheiro para comprar os livros que precisariam ler para a faculdade ou que gostariam de ler após os estudos; era preciso, portanto, disponibilizar esses livros num formato mais barato. Nascia o quality paperback.
     Hoje os paperbacks são onipresentes nas prateleiras de livrarias americanas e inglesas, e algumas editoras começam a lançar os livros em paperback (capa mole) e hardcover (capa dura) ao mesmo tempo, abdicando do tradicional período de espera entre o lançamento da versão "cara" e o da versão "barata". Recentemente, a Picador, editora inglesa do grupo Macmillan, anunciou que a partir de 2008 a maioria dos seus lançamentos será feita diretamente em capa mole, com uma tiragem limitada em capa dura.
     O sucesso dos livros em formato mais barato e o momento da sua disseminação nos Estados Unidos ensinam uma lição econômica simples: livros se tornam mais baratos quando há mais leitores. Não acredito que exista um exemplo provando o inverso, que mais leitores surjam quando os livros são mais baratos. E não é difícil entender por quê. Para uma pessoa que não gosta de funk, que diferença faz se o ingresso para um baile funk custa um, dez ou cem reais? O raciocínio é o mesmo para a literatura.

 
Revolução educacional
     Verdade que o desinteresse absoluto é um caso extremo. Eu, por exemplo, não me interesso por ópera, mas se o ingresso for suficientemente barato posso muito bem experimentar uma ópera um dia desses. Nesse sentido, é um bom sinal que as editoras brasileiras lancem cada vez mais coleções de livros de bolso: o leitor eventual pode ser seduzido com mais facilidade por um livro de dez ou vinte reais do que por um de cinqüenta. Mas o efeito dessa diminuição de preços é necessariamente limitado: assim como eu dificilmente vou me tornar um fã incondicional de ópera depois de assistir a uma montagem de A flauta mágica, a disponibilidade de livros mais baratos não vai transformar os não-leitores em traças.
     E o Brasil é um país de não-leitores. Claro: somos um país de não-estudantes. Em 2002, um quarto da população brasileira com mais de 10 anos de idade tinha menos de quatro anos de estudos completos: 32 milhões de analfabetos funcionais. No mesmo ano, as pessoas de mais de 10 anos de idade morando no Brasil tinham, em média, 6,2 anos de estudo [2]. Estatisticamente, o brasileiro não estuda, e quem não estuda não lê. Não me leve a mal: sou totalmente a favor de livros mais baratos nas nossas prateleiras e de iniciativas como bibliotecas nos metrôs ou máquinas para vender livros. Todo esforço ajuda, e cada um faz o que pode. Mas não vai ser assim que vamos nos tornar um país de leitores. O que realmente precisamos fazer é a revolução educacional que aconteceu nos Estados Unidos e na Europa cinqüenta anos atrás, e em muitos países asiáticos pouco depois disso. É aumentando o público potencial da literatura que o público real vai aumentar.
     Educação é importante por tantos motivos que destacar seu papel para aumentar o público leitor pode parecer um pouco raso. É pela educação que podemos conseguir reduzir a violência, dar força ao crescimento econômico e tornar o Brasil uma democracia mais decente. Se as pessoas vão ler ou não é um ponto relativamente supérfluo.
Mas se quem quer que a educação seja uma prioridade no Brasil não precisa usar o argumento da leitura, quem quer que a literatura brasileira progrida não pode deixar de falar de educação. Ter mais leitores é só o começo. Mais leitores quer dizer mais diversidade de gosto e mais gente disposta a comprar livros, o que leva as editoras a publicar livros mais diversos e investir mais nos livros publicados, porque a recompensa – o lucro da literatura – seria maior. Se as editoras têm mais lucro, elas podem pagar melhor seus autores, o que quer dizer que mais autores podem viver do que escrevem e consagrar mais tempo à produção literária. E mais tempo leva a mais qualidade. Se queremos um mercado literário grande e vibrante, se queremos grandes autores produzindo grandes obras, se queremos que a literatura tenha um espaço importante no cotidiano do nosso país, precisamos de educação. Todas as outras iniciativas, por louváveis que sejam, são paliativas.

[1] W. W. Norton, 2001.
[2] Fonte: IBGE
Le Monde diplomatique
http://diplo.uol.com.br/2008-02,a2204

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Nossos errantes - estatísticas 5



Errante Libros Calientes
Participantes:16
Livros:23
Livro mais votado: Como água para chocolate,Laura Esquievel

Errante:A Louca da Casa - Rosa Montero
2 exemplares, circulando entre 23 pessoas

Nossos errantes - estatísticas 4


Errante Contos
Participantes:8

Livros:8circulando
Livro mais votado:O Cavalo Perdido e Outras Histórias - Felisberto Hernandez

Errante Ilustres Desconhecidos
Participantes:8
Livros:8 - Livro mais votado: Babel - Alberto Lins Caldas
Errante Conta Outra
Participantes:10
Livros:10
Livro mais votado:Seleta - Bernardo Élis

Errante Eu Recomendo
Participantes:9

Livros:9
Livros mais votados:
A Máquina de Jogar Xadrez - Robert Löhr
Cangaceiros - José Lins do Rego
Somos Todos Inocentes - OG Rego de Carvalho

Nossos errantes - estatísticas 3



Errante Eu vi o Filme
Tema: livros que inspiraram filmes
Participantes:22

Livros:24
Livro mais votado: Eu Zuzu Angel, procuro meu filho, Virginia Valli

Título Original: Zuzu Angel
Gênero: Drama Tempo de Duração: 103 minutos
Ano de Lançamento: 2006 Estréia no Brasil: 04/08/2006
Direção: Sergio Rezende
Elenco:Patrícia Pillar .... Zuzu Angel

Daniel de Oliveira .... Stuart Angel
Leandra Leal .... Sônia
Regiane Alves .... Hildegard Angel
Othon Bastos .... Brigadeiro
Flavio Bauraqui .... Mota
Paulo Betti .... Carlos Lamarca
Alexandre Borges .... Fraga
Ivan Cândido .... Capelão
Nelson Dantas .... Antônio Lamarca
Fernanda Freitas .... Ana Angel
Caio Junqueira .... Alberto
Ângela Leal .... Elaine
Elke Maravilha .... Cantora do cabaré
Luana Piovani .... Elke Maravilha
Antonio Pitanga .... Policial gentil
Aramis Trindade .... Tenente
Ângela Vieira .... Lúcia

Nossos errantes- estatísticas - 2


Errante Tropa de Elite
Tema: Livros de autores laureados com o Prêmio Nobel, ou que aparecessem em alguma lista dos melhores livros de todos os tempos


Participantes: 20 leitores
Participação off topic conhecida: 1 (da Comunidade)
Livro mais votado: O Sol É Para Todos, de Harper Lee (unanimidade)


Errante Mulheres na Literatura
Participantes:23Livros:
Livros:22
Livros mais votados: A fábrica de papel – Marie Arana e Passeio ao Farol – Virgínia Woolf

terça-feira, 17 de junho de 2008

Nossos errantes - estatísticas 1


Errante Cai o Pano
Tema: Dramaturgia

Partipitantantes: 8
Livro Mais Votado: A Dona da História - Antonio Falcão
Errante África Lusa
Tema: Livros de autores africanos lusógrafos

Participantes: 17 pessoas
Participação afetiva: 2 pessoas
Participação (conhecida) off topic: 4 pessoas (3 da Comunidade)
Livros mais votados: Um Estranho em Goa, Luís Eduardo Agualusa e Niketche, Pauline Chiziane

Nossos errantes - estatísticas

Errante Livre:

Neste tópico, que é permanente, os participantes pedem e oferecem livros. Abaixo e pela ordem os mais requisitados de janeiro até agora:
O pescoço de Audrey Hepburn, de Alan Brown.
Não Me abandone Jamais, Kazuo Ishiguro
O Homem que Colecionava Manhãs - Liberato Vieira da Cunha
As Viuvas das Quintas-feiras - Claudia Pinero
Dias de Pássaros -Stella Leonardos
A Catedral do Mar - Ildefonso Falcones
Paixão Índia - Javier Moro
A Senhora das Savanas -Hilton Marques
O Sussurro da Mulher Baleia - Alonso Cueto

O Nariz de Pasquale - Michael Rips
Porno-Política - Arnaldo Jabor
Mentiras no Divã - Irvin D. Yalom

sábado, 14 de junho de 2008

Fernando Pessoa, O que gosto dele?


Se depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia,
Não há nada mais simples.
Tem só duas datas - a da minha nascença e a da minha morte.
Entre uma e outra todos os dias são meus.
Fernando Pessoa/Alberto Caeiro; Poemas Inconjuntos; Escrito entre 1913-15; Publicado em Atena nº 5, Fevereiro de 1925
Livro Errante, não pretende "homenagear" Fernando Pessoa. Tudo já foi feito em todos os lugares e sempre, principalmente em seus muitos aniversários de morte e nascimento. 
      Então, já que os quatro,Alberto Caeiro,Ricardo Reis Álvaro de Campos capitaneados por Fernando Pessoa, tomaram para si todos os dias que vão de 13 de junho (1888 nascimento em Lisboa) até 30 de novembro (1935, morte em Lisboa), vamos também tomar este espaço, sem data para terminar.
Coloque aqui, o que você gosta tanto desse múltiplo e tão fantástico português amado por todos.

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Poesia para crianças




Ontem, descobri que Luciene Freitas também tem livros infantis. Brincando Só e Brincando de Faz de Conta, são os 1º e 2º volumes da série No Ritmo da Rima; A autora, quase como uma artesã, ilustra as doces poesias com os desenhos feitos pelas crianças.

Luciene Freitas cedeu o Brincando de Faz de Conta para nossas escolas em Poços de Caldas-MG e Umbuzeiro-PB;

As crianças do Chá de Letrinhas e Letrinhas Paraibanas, receberão dela um livro de poesias muito doces e lindamente ilustrados.
Para falar com a autora, pode fazer contato com este blog.

Uma Guerreira no Tempo - Luciene Freitas



                  Há alguns dias um amigo me pediu para procurar um livro, citado em um artigo do
Jornal do Commércio. Encontrei o telefone da autora e ontem, fui à casa dela. O que encontro? Uma mulher interessante, vivaz, muito gentil.
Educadora e, por convicção e natureza, envolvida com a causa feminina.

Dentro em pouco inicio a leitura do livro: Uma Guerreira no Tempo -Resgate de uma época, Martha de Hollanda e "Delírio do Nada"

Por 7 anos, me disse, Luciene pesquisou minuciosamente sobre Martha Hollanda, uma pessoa que nos anos 20 no interior do Nordeste, pensava e agia como se vivesse nos dias de hoje. Martha Holanda estava à frente do tempo e certamente ficaria decepcionada ao ver que os preconceitos que enfrentou continuam presentes nas mentes, principalmente femininas, atuais.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Quem Mais Lê jornal?



     Pesquisa anual da Associação Mundial de Jornais (WAN) revela que o Japão é o terceiro maior país do mundo em número de leitores de jornais.
O estudo mostra que a cada mil pessoas adultas da população japonesa, 630 são leitoras de jornais. No   Brasil, por exemplo, somente 45,3 pessoas a cada mil adultos lêem jornal, o que nos rendeu a constrangedora posição de 96º no ranking.
O país com o maior número de leitores é Aruba, com 931 leitores (a cada mil adultos). Em segundo lugar ficou Liechtenstein, um minúsculo principado que fica bem no coração da Europa, entre a Áustria e a Suíça, com 714,3 leitores. Apenas 34 mil pessoas vivem lá.[



Veja os primeiros 10 países do ranking:

Aruba: 931 


Liechtenstein: 714,3

Japão: 630

Noruega: 601,2

Colômbia: 587,8

Finlândia: 514,7 

Ilhas Caimã: 500 

Macau: 486,8

Suécia: 466,2 

Ilhas Faroe: 447,4 

(Aruba fica diante do litoral da Venezuela)
(Ilhas Caimã ficam- ao sul da Cuba)
(Ilhas Faroe ficam entre a Escócia e a Islândia)