quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Dia Nacional dos Quadrinhos - 30 de janeiro (5)

Ditadura militar e também os quadrinhos, todos, passam por censura. Mas é nessa época que brotam as tiras e charges. Elas recheiam as publicações literárias com humor sarcástico e críticas.  O Pasquim é o principal representante.
1967 é o ano de estreia de um estilo que causou estranheza. O mangá hoje tão conhecido começou pelas mãos de Minami Keizi, fundador da editora Edrel. Claudio Seto e Keizi eram os desenhistas do estilo mangá daquela época.
Nota: mangá no Japão, significa história em quadrinhos. Aqui é a forma japonesa de desenhar HQ


No início dos anos 70 era a vez do público infantil. Maurício de Souza é o grande responsável pela predominância dos quadrinhos infantil daquela década. A Turma da Mônica veio para ficar mesmo com a concorrência das revistinhas da Disney. A Editora Abril fez estudio especialmente para os desenhista desses quadrinhos e profissionalizou diversos deles.


Geraldão

Rê Bordosa

Radical Chic
Anos 80... esta foi a época de Angeli,Laerte e Glauco. Juntos produziram Los três Amigos, que é um conjunto de aventuras. Individualmente produziram personagens ainda conhecidos:Rê bordosa,Geraldão, Overman e Piratas do Tietê.  Miguel Paiva também é dos anos 80 com Gatão de Meia Idade, Radical Chic. Também é o pai de Ed Mort em  tiras.